Como anunciar no Google Ads, criando uma campanha do zero, passo a passo? 

É exatamente isso o que você vai aprender neste artigo. Se você possui um produto ou serviço que precisa ganhar visibilidade na internet para gerar mais vendas, anunciar no Google pode ser exatamente o que você está procurando.

Por isso, aproveite esse tutorial para aprender o passo a passo de como anunciar no Google Ads em 2019. 

Para darmos início a essa jornada, é preciso que você tenha uma conta no Google Ads. Para ativar a sua, recomendo que você assista ao vídeo Como criar uma conta no Google Ads

Você vai terminar este post com a sua primeira campanha online pronta para receber cliques e gerar dinheiro. Preparado?

Então vamos nessa. 

 

Como anunciar no Google Ads

Abra o Google Ads e, se você não tiver nenhuma campanha criada, clique no ícone “+” e depois em “Nova campanha”, como indicado nas imagens abaixo.

como anunciar no google ads
Clique no ícone “+” para criar uma campanha no Google Ads (Reprodução/Adriano Gianini)
como anunciar no google ads
Selecione “Nova Campanha” para início às configurações (Reprodução/Adriano Gianini)

Meta e tipo de campanha

O próximo passo é escolher a meta da sua campanha. O que você deseja com ela? As opções disponíveis são: 

  • Vender
  • Gerar leads
  • Levar tráfego para o site
  • Fazer com que pessoas considerem seu produto ou marca
  • Gerar alcance e reconhecimento de marca

Nesse momento, escolher a meta não é importante. Para escolhê-la, é preciso alinhá-la com seus objetivos de Marketing. Portanto, nesse exemplo vamos selecionar a opção “Campanha sem meta”. Depois, aproveite para indicar ao Google o tipo de campanha que você pretende fazer. As opções são: 

  • Rede de pesquisa, caso você queira que os seus anúncios apareçam nas páginas de pesquisa do Google 
  • Rede de Display, caso você queria que os seus anúncios sejam visualizados em diferentes sites da web 
  • Shopping, que promove anúncios do seu produto no Google Shopping
  • Vídeo, para alcançar e interagir com os espectadores no YouTube e na Web
  • App, para impulsionar as instalações de apps das redes do Google

No exemplo que estou criando, vou escolher a opção Rede de Pesquisa. Portanto, meu objetivo é que os anúncios dessa campanha apareçam no Google. 

como anunciar no google ads

Objetivo da campanha

Agora, é hora de apontar o objetivo que você deseja alcançar com a campanha. As opções disponíveis são as seguintes: 

  • Visitas ao site
  • Ligações telefônicas
  • Downloads do aplicativo

Ao escolher a opção visitas ao site, o Google pede para você inserir a URL do seu site. Coloque o endereço e clique em “Continuar”. 

Selecione o objetivo de visita ao site, informe a URL do seu site e clique em “Continuar” (Reprodução/Adriano Gianini)

Selecionar configurações de campanha

Nome da campanha

Na próxima página, você deverá configurar a sua campanha. O primeiro passo é dar um nome a ela. A minha dica aqui é a seguinte: identifique a campanha de uma maneira que seja fácil identificá-la depois para criar os resultados. Já pense em um padrão de nome para adotar para todas as campanhas que você criar daqui para a frente, para que elas fiquem organizadas. 

Veja esse exemplo de nome de campanha: 

[PRODUTO/SERVIÇO]-[CAMPANHA/PROJETO]-[OBJETIVO]-[DATA]

Esse é apenas um modelo que você pode aplicar aos seus nomes de campanha. 

Redes

Prosseguindo com a configuração, você deverá escolher em qual rede você quer rodar a sua campanha. As opções são: 

  • Rede de pesquisa: é a página de resultados de pesquisas feitas no Google. Quando anunciamos no Google Ads, isso aqui embaixo é chamado de rede de pesquisa: 
Os anúncios aparecem em primeiro lugar na rede de pesquisa do Google (Reprodução/Adriano Gianini)

Se você optar pela Rede de Pesquisa, verá que é possível habilitar a opção “Incluir parceiros de pesquisa”. Com essa opção ativada, alguns sites parceiros também exibirão os seus anúncios. Mas como esse é um tutorial para iniciantes, sugiro desmarcar essa opção. 

Desative a opção “Incluir parceiros de pesquisa do Google (Reprodução/Adriano Gianini)
  • Rede de Display: são sites parceiros do Google que exibem anúncios. 

Nessa opção, também sugiro desmarcar o box “Incluir a Rede de Display do Google”. A ideia deste artigo é ajudar você a entender como anunciar no Google Ads a partir do ponto zero, portanto, vamos manter o pé no freio. É preciso aprender qual é o anúncio que vai receber mais cliques e qual anúncio vai te trazer mais clientes. Enquanto você não souber que tipo de anúncio funciona para o seu negócio, pode ser que ampliar os campos de atuação do seu anúncio faça com que você gaste verba de forma ineficiente. 

Desative a opção “Incluir a Rede de Display do Google” (Reprodução/Adriano Gianini)

Logo abaixo é possível ver a seguinte opção: “Mostrar mais configurações”. 

Clique em “Mostrar mais configurações” para habilitar outras opções no Google Ads (Reprodução/Adriano Gianini)

Ao clicar nesse campo, você poderá definir ponto importantíssimos para a sua campanha, como a data de início e término da mesma. Sobre as outras configurações, recomendo que também sejam deixadas de lado nesse primeiro momento.

Segmentação e públicos-alvo

A próxima seção é intitulada “Segmentação e públicos-alvo”. O nome já diz tudo: agora é hora de escolher o público que você deseja alcançar com a sua campanha. Outro ponto de extrema importância na configuração de campanha para quem está aprendendo a como anunciar no Google Ads.

Locais

Em “Locais”, você deve selecionar os lugares nos quais oferece seu produto e serviço. E agora vou te dar uma dica que pode parecer óbvia, mas que muitos iniciantes no Google Ads deixam escapar.  

Se você não vende o seu produto ou oferece o seu serviço para o Brasil inteiro, não marque a opção “Brasil”. Você deve selecionar apenas os locais onde será possível adquirir o que você está oferecendo. 

Por exemplo: se você oferece serviços de manutenção de ar-condicionado apenas no estado de São Paulo, não faz sentido anunciar para pessoas do Brasil inteiro. Se alguém do Piauí visualizar o seu anúncio, se interessar pelo seu serviço e desejar contratá-lo, não será possível realizar a manutenção, certo? Então certifique-se de que a sua campanha só vai impactar as pessoas que realmente poderão usufruir do seu produto. 

Se o seu caso for parecido com o exemplo que dei acima, ou seja, se você precisa configurar estado ou cidades específicos para rodar a sua campanha, selecione a opção “Inserir outro local”, como na imagem abaixo: 

Escolha a localização dos usuários para quem você deseja mostrar seus anúncios (Reprodução/Adriano Gianini)

A seguir, se você clicar em “Opções de local”, verá um subtítulo chamado “Público-alvo”. Aqui diz o seguinte: a sua campanha poderá aparecer apenas para quem está na região selecionada anteriormente ou para quem se interessa por essa região.  

Recomendo que você marque a opção “Pessoas que estão nas suas regiões de segmentação ou têm interesse nelas”. O raciocínio por trás dessa escolha é fácil. 

Estratégia de local

Imagine que uma pessoa específica do seu público-alvo que mora no estado de São Paulo, mas no momento se encontra no Rio de Janeiro. Ela também é uma possível cliente, certo? Portanto, o anúncio deverá aparecer para ela mesmo que ela esteja em outro estado, pois ela pode querer usar o produto ou serviço assim que voltar para casa.  

O exemplo acima vale para empresas hoteleiras. Uma pessoa que está no Rio de Janeiro pode pesquisar sobre hotéis em São Paulo, mesmo não estando na região. Portanto, é importante marcar a opção “têm interesse”, como na imagem abaixo. Agora, se você tiver uma pizzaria, por exemplo, essa configuração não faz sentido. Afinal, um cliente no Rio de Janeiro não pedirá um pizza para ser entregue em São Paulo, certo?  Nesse caso, o correto seria a configuração “Pessoas que estão nas suas regiões de segmentação”. 

Anotou essa dica? Ela vai fazer você economizar muito dinheiro com anúncios. Muita gente não dá atenção para esse ponto e você, que está iniciando na arte de como anunciar no Google Ads, já está saindo na frente com esse conhecimento.

Clique em “Opções de local” para configurar mais detalhes (Reprodução/Adriano Gianini)

Idiomas

Em “Idiomas”, o Google Ads dá uma sugestão para que você escolha rodar a sua campanha para um público que fale “Português” e “Inglês”. Recomendo que você clique em “Adicionar todos”, como indicado na imagem abaixo, para adicionar a língua inglesa. Assim, os seus anúncios poderão ser visualizados também por pessoas que vivem no Brasil, por exemplo, mas usam o Google em inglês.

É importante que você saiba que selecionar a língua inglesa não faz com que os seus anúncios sejam entregues para fora do país, ok? Eles aparecerão apenas para os locais que você definiu anteriormente. 

Escolha o idioma dos usuários para quem você deseja mostrar os seus anúncios. O inglês pode ser uma boa opção porque muitas pessoas hoje em dia usam as configurações do Google nessa língua (Reprodução/Adriano Gianini)

Público-alvo

O próximo tópico é a seleção do seu público-alvo. Se você está começando a anunciar, é provável que você não tenha públicos-alvo definidos, como mostrado na imagem abaixo. Nessa seção, eles aparecem em forma de listas de pessoas que já visitaram o seu site, pessoas que já assistiram a algum vídeo no seu canal do YouTube e por aí vai.

Se é a primeira vez que você anuncia no Google, não fique surpreso por não conseguir encontrar uma lista de público-alvo (Reprodução/Adriano Gianini)

Portanto, não se assuste se essa opção aparecer em branco caso seja a primeira vez que você cria uma campanha no Google Ads. Nesse caso, não é preciso mexer em nenhuma configuração, ok? 

Já deixe no seu radar que, futuramente, você poderá anunciar para pessoas que já te conhecem por meio dessas listas, quando elas estiverem disponíveis para você. Dessa forma, marque a opção “Observação (recomendado)” e prossiga com a configuração. 

Marque a opção “Observação (recomendado)” como público-alvo

Orçamento e lances

Orçamento

A próxima seção é uma das mais importantes na configuração de uma campanha no Google Ads. É a que define orçamento e lances. Aqui, você informará ao Google quanto deseja gastar por dia. 

Faça uma conta básica. Se você está disposto a gastar R$100 por dia para veicular seus anúncios, é porque está apto a gastar R$3.000 por mês para rodar a sua campanha. Após definir seus valores e o quanto você pode gastar, preencha o campo “Orçamento”. No exemplo abaixo, defini um orçamento diário de R$50.  

Indique ao Google Ads o quanto você deseja pagar por dia para veicular seus anúncios (Reprodução/Adriano Gianini)

Lances

Abaixo, na seção “Lances” você deverá informar em qual métrica você quer focar. Para iniciantes, recomendo que você escolha a opção “Cliques”. Em seguida, você deverá informar o máximo que você deseja pagar por clique no seu anúncio. No exemplo abaixo, coloquei o valor de R$2. Assim, escolhemos a estratégia de lances chamada “Maximizar cliques”.

Nessa parte, preciso te dar um conselho extremamente importante. Existe uma diferença entre o quanto você deseja pagar por clique e o mínimo que você deve pagar. 

Imagine que você está no mercado de desentupidoras, que é um dos mercados mais concorridos. Um único clique no anúncio desse segmento pode custar, em média, entre R$100 e R$150. Então não adianta informar ao Google Ads que deseja pagar R$2 por clique nesse caso, quando o mínimo que você deve pagar para anunciar é R$100.

Quando você informa ao Google que quer pagar determinada quantia pelo clique, não necessariamente o seu anúncio vai aparecer para a sua audiência por esse valor. Entenda que não é o quanto você está disposto a pagar; você deve olhar também a média que o seu mercado está pagando. 

Mas, Adriano, como eu descubro esse valor? Estude a leitura complementar abaixo que você vai tirar de letra. Com o link abaixo, você descobrirá a média do seu mercado. 

Leitura complementar: Curso Gratuito de Palavra-Chave 

Escolha a métrica e o lance máximo da sua campanha (Reprodução/Adriano Gianini)

Logo abaixo você encontrará a seção “Mostrar mais configurações”. Não vou detalhar todas, mas tem uma específica pela qual precisamos passar. Ela se chama “Programação de anúncios”.   

Clique em “Mostrar mais configurações” para configurar o horário de exibição dos anúncios (Reprodução/Adriano Gianini)

Programação de anúncios

Essa configuração de programação é muito importante e eu vou explicar o porquê. Nem todos os produtos ou serviços funcionam 24 horas por dia, certo? Por exemplo, se você tem um produto digital, é possível que ele seja acessado a qualquer hora. Mas se você possui um estabelecimento comercial, ele provavelmente tem horários fixos de abertura e de encerramento do serviços. Portanto, convém que os seus anúncios sejam mostrados apenas no horário em que o seu estabelecimento estiver aberto.  

Imagine que você tem uma pizzaria que faz entregas na residência dos clientes. Se o horário de atendimento da pizzaria é das 17h às 23h por que você veiculará seus anúncios em outros horários? O cliente não poderá realizar o pedido e isso pode acabar frustrando-o e fazendo com que ele simplesmente deixe de lado o seu estabelecimento em suas próximas buscas. E o mais importante: você economiza dinheiro deixando de rodar o seu anúncio em horários em que ninguém poderá comprar o seu produto.

Se você possui um estabelecimento físico, uma boa dica é veicular seus anúncios apenas no horário de funcionamento do seu negócio (Reprodução/Adriano Gianini)

Extensão de anúncio

Na próxima seção, intitulada “Extensão de Anúncio”, você vai definir a “formatação” da sua campanha.

Quando você faz uma pesquisa no Google, os primeiros resultados que aparecem para visualização são os ads. Se você reparar bem, eles não são todos iguais em seus formatos. E o que define isso é a extensão escolhida para o anúncio.

No exemplo abaixo, por exemplo, o primeiro anúncio apresenta dois links diferentes para o usuário — recurso que os anúncios abaixo dele não possuem. Essa é a extensão de sitelink.

Nesta imagem é possível visualizar um exemplo de extensão de sitelink. Com ela, é possível mostrar dois links diferentes do seu negócio dentro do mesmo anúncio (Reprodução/Adriano Gianini)

Outros tipos podem ter uma descrição mais detalhada do que outros. Nesse caso, a extensão escolhida é a de “frase de destaque”.

Na extensão de frase de destaque é possível criar uma descrição ainda mais detalhada sobre o seu produto ou serviço (Reprodução/Adriano Gianini)

Outros, ainda, podem exibir telefones; são as extensões de chamada. Existem várias outras extensões e todas elas possuem um objetivo simples: tornar o seu anúncio mais completo, com mais informações relevantes para o usuário. 

Existe uma série de detalhes sobre as extensões de anúncio. Para entender melhor sobre eles, clique aqui para assistir a um vídeo focado no assunto. 

Após definir a sua extensão, é hora de clicar em “Salvar e continuar”.

Após escolher o tipo de extensão que mais tem a ver com o objetivo da sua campanha, clique em “Salvar e continuar” (Reprodução/Adriano Gianini)

Configurar grupos de anúncios

A segunda etapa da criação de uma nova campanha no Google Ads é chamada de “Configurar grupos de anúncios”. 

Grupos de anúncios

Dentro de uma única campanha você pode ter várias formas diferentes de anunciar o tipo de produto ou serviço que você oferece. Usando o mercado de consultoria financeira como exemplo, é possível anunciar o seu produto simplesmente focando na oferta da consultoria.

Mas se você quer vender o seu serviço de uma maneira diferente, você pode optar por outra abordagem. Por exemplo: meu serviço de consultoria financeira te ajuda a gastar menos dinheiro. Outra alternativa: equilíbrio financeiro. E por aí vai. 

Todos esses temas podem render grupos de anúncios diferentes para uma mesma campanha. Eles vão tratar de formas diferentes uma mesma oferta relacionada ao seu produto ou serviço. Mas este assunto já é um pouco mais avançado e vai ficar para um próximo post. 

Palavras-chave

Após escolher um nome para o seu grupo de anúncio, você deverá compilar as palavras-chaves pelas quais o seu público irá encontrar o seu anúncio. Pense da seguinte maneira: o que uma pessoa que vai comprar de mim pesquisa no Google? 

Ainda usando o exemplo da consultoria financeira, podemos usar as seguintes palavras-chave: 

  • Consultor financeiro 
  • Consultoria financeira 

Para saber quais palavras-chaves você deve usar e como escolher as melhores, recomendo novamente a leitura complementar sobre pesquisa de palavras-chave. É um curso gratuito que vai tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto. 

Escolha um nome para o seu grupo de anúncios e escolha as palavras-chave para as quais você deseja que o seu anúncio apareça quando forem pesquisadas no Google. Se desejar, você pode criar outros grupos de anúncio nesta mesma página(Reprodução/Adriano Gianini)

Após escolher as palavras-chave relacionadas ao seu negócio, clique em “Salvar e continuar”. 

Criar anúncios

Anúncio

Na próxima página, você deverá configurar o principal elemento da sua campanha, o principal elemento deste post sobre como anunciar no Google Ads: o anúncio. Cada anúncio carrega um título, uma descrição e um link de destino. Por isso, você deve preencher no Google Ads os itens a seguir: 

URL final

Para onde o usuário será direcionado ao clicar no seu anúncio? Informe ao Google o domínio do seu site.

Títulos

Crie três títulos criativos e originais para o seu anúncio. Utilizando ainda o exemplo de consultoria financeira, uma opção de título 1 seria “Consultoria Financeira”, pois falar exatamente sobre o que é o seu produto; para o título 2, uma ideia é usar “Controle o seu dinheiro”, pois entrega ao cliente um possível valor ao adquirir o produto ou serviço.

Crie títulos que chamem a atenção do seu cliente e que entreguem exatamente aquilo que ele está procurando. Vale lembrar que não há garantias de que o título 3 aparecerá no seu anúncio, ok? O primeiro e o segundo títulos precisam ser complementares, mas não o terceiro. Escreva o terceiro título de forma independente, para que a mensagem não seja cortada ao meio para o cliente caso o terceiro título não apareça. 

Indique a URL para a qual o seu anúncio deve direcionar e crie os títulos para ele. Você pode visualizar como eles ficarão na prévia ao lado (Reprodução/Adriano Gianini)

Caminho de exibição

Logo abaixo você verá um campo chamado “Caminho de exibição”. Para chamar ainda mais a atenção do seu cliente, você poderá fazer com que a URL do seu anúncio apareça de forma diferente da original. Isso funciona como uma sacada de psicologia: quando um usuário olha para a URL e vê a palavra que ela pesquisou, ela fica mais propensa a clicar no anúncio. 

Você pode pensar: “Adriano, mas essa não é a URL do meu site. Ela não existe!”

Mas não tem problema: é uma URL fictícia, criada ali mesmo no Google Ads só para aparecer no seu anúncio. Ao clicar nele, o usuário será redirecionado para a sua URL original, aquela que você indicou ali em cima, na primeira configuração do anúncio. 

Veja, na imagem abaixo, como o caminho de exibição definido aparece na prévia do anúncio:

Os caminhos de exibição criam links visualmente diferentes para a URL do seu anúncio (Reprodução/Adriano Gianini)

Descrições

No item “Descrição 1” você deverá fornecer os detalhes do seu produto ou serviço aos usuários. Não é possível escrever todo o texto em letras maiúsculas, mas você poderá escrever todas as palavras com a primeira letra em maiúscula — uma técnica recomendada para chamar a atenção do cliente. 

A “Descrição 2” funciona mais ou menos como o “Título 3”: não é certo de que ela aparecerá no seu anúncio. Portanto, faça de forma complementar; se ele aparecer ou não, fará sentido. 

Veja a descrição que criei para o exemplo de consultoria de financeira:

Defina as descrições do seu anúncio e clique em “Salvar e Continuar” (Reprodução/Adriano Gianini)

Em seguida, com todos os campos preenchidos, você poderá ver uma prévia do seu anúncio no lado direito da tela.. Para ir ao próximo passo, clique em “Salvar e continuar”. 

Pronto! O seu anúncio está criado. Por fim, você deverá clicar em “Continuar na campanha”.

A sua campanha está pronta! Clique em “Continuar na campanha” para finalizar o processo (Reprodução/Adriano Gianini)

E agora, a minha campanha já está no ar?

Lembre-se que, ao criar uma campanha, ela não começa a rodar imediatamente. Ela precisa ser aprovada, o que leva em média de 1 a 3 dias. Portanto, ao verificar no painel o status da sua campanha, você encontrará “Em revisão”. Isso é normal. Quando esse texto mudar para “Aprovado”, aí sim os seus anúncios serão veiculados. 

Após finalizar a configuração da sua primeira campanha, você poderá verificar seu status: “Em revisão”, “Aprovada” ou reprovada por infligir alguma política do Google Ads (Reprodução/Adriano Gianini)

Parabéns! Ao chegar até o fim desse tutorial, você terá uma campanha criada. O próximo passo é continuar a estudar para que você evolua o seu conhecimento e para que você tenha as ferramentas necessárias para melhorar ainda mais suas campanhas e anúncios. 

Aqui embaixo você encontrará um vídeo com o tutorial deste artigo, passo a passo, sobre como anunciar no Google Ads. Também vou deixar aqui embaixo o link para o meu curso gratuito e completo de Google Ads, que vai ampliar ainda mais os seus horizontes sobre esse assunto. Ele é totalmente recomendado para iniciantes.  

Até a próxima!

 


Adriano Gianini
Adriano Gianini

Adriano Gianini é Consultor, Professor, Palestrante e Especialista em Marketing Digital há 10 anos. É também especialista em Tráfego e Conversão, Google Ads, Facebook Ads, InBound Marketing, Métricas, BI e Negócios. Formado em Web Design e Programação e Pós Graduado em Comunicação Digital, Web Jornalismo e Novas Mídias, possui todas as certificações Google em Google Ads e Google Analytics. Como consultor atende empresas de médio e pequeno porte, no Brasil e nos EUA, reduzindo o custo de aquisição e escalando os resultados em contas com grandes investimentos em tráfego.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.