COMO CRIAR UMA CAMPANHA DE REMARKETING NO GOOGLE ADS

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
Share on telegram
Share on linkedin
Share on twitter
Share on tumblr

Você sabe o que é Remarketing? Você aplica essa estratégia para aumentar as vendas da sua empresa?

Se a sua resposta para alguma das perguntas acima é não, saiba que você está perdendo uma grande oportunidade de vender na internet. 

Aplicar estratégias de Remarketing no seu negócio pode ser um diferencial competitivo. Nos dias atuais, para a sua empresa se destacar não basta apenas ter uma página na web ou perfil em todas as redes sociais. É essencial desenvolver outras estratégias no ambiente online para diferenciar-se. Ou até mesmo competir com concorrentes maiores.

Como a quantidade de informações encontradas na internet é extremamente grande, é necessário definir bem suas estratégias e não perder nenhuma oportunidade. Sabe aqueles cliques no seu site que não convertem em vendas? Aquele usuário que sabe da sua existência, procura pelo seu produto ou serviço, mas nunca comprou de você? Ele, com certeza, é um potencial cliente.

E qual a razão de falar tudo isso? É justamente esse cliente em potencial – aquele já te conhece, já ouviu falar de você – que é impactado pelo Remarketing. 

Existem muitas pessoas que já ouviram falar sobre essa estratégia, porém não aplicam em suas empresas. Sabe por que isso acontece com frequência? Pois existe um grande mito de ser uma estratégia difícil de entender e de ser executada com eficiência. 

Se você acredita nisso, então veio ao lugar certo.

Com este artigo, vou provar que esse é um achismo totalmente equivocado e que fazer Remarketing não é esse bicho de sete cabeças que muitos pensam. Aliás, muito pelo contrário, é uma estratégia barata, de fácil execução e de grande retorno. Vem comigo! 

O QUE É E PARA QUE SERVE O REMARKETING

Mas afinal, o que é esse tal de Remarketing e para o que ele serve?

É uma estratégia de Marketing Digital utilizada para atingir usuários que já demonstraram interesse nos seus produtos ou serviços. Sabe quando você pesquisa algo no Google e parece que aquele assunto te persegue em todos os outros locais da internet? Em todo site que você entra, aparecem anúncios relacionados a sua pesquisa anterior?

Pois bem, isso é uma forma de Remarketing da Rede Display. Como o próprio nome diz, é fazer Marketing de novo. O grande objetivo da estratégia é continuar visível, ou seja, continuar aparecendo para quem já demonstrou interesse naquilo que você oferece por meio dos seus anúncios.

Se um possível cliente já te conhece e visitou sua página, então ele já foi impactado de alguma forma pelo seu Marketing. No entanto, ele ainda não comprou nada ou não realizou aquela ação que você gostaria. É neste momento que surgem as estratégias de Remarketing. 

Além de ser muito importante e eficaz, o Remarketing é mais econômico do que um anúncio convencional. Ou seja, você paga menos e pode alcançar potenciais clientes de forma assertiva.

Deixa eu exemplificar para ficar ainda mais claro como o Remarketing funciona. 

Imagine que você está procurando “viagens para o Nordeste” no Google. Ele te apresentará diversos resultados de pacotes, sites de viagens, sites com preços de passagens etc. A partir do momento que você entra no site relacionado, a magia do Remarketing acontece. O Google entende que você tem interesse no assunto e fará com que você seja “perseguido” por anúncios relacionados ao tema da sua busca. 

E como o Google sabe disso? Através de um cookie que fica armazenado em seu computador. Ele funciona como um sinalizador. 

PRINCIPAIS ESTRATÉGIAS DE REMARKETING

Há diversas formas de pôr em prática as estratégias de Remarketing. Vou apresentar abaixo algumas que são bastante assertivas e utilizadas.

Remarketing direcionado

 Se você tem um site que oferece produtos, serviços e conteúdos distintos, fica muito genérico direcionar a sua estratégia de Remarketing para a home do seu site. Porque você não sabe exatamente o que cada visitante está buscando.

Por exemplo, aqui no Blog, eu abordo inúmeros conteúdos diferentes. Será que quem se interessa por um, também se interessa por outro? Pode ser que sim, mas também pode ser que não.

O fato é que você pode usar o Remarketing direcionado para cada página específica do seu site. Se o meu usuário acessou o artigo sobre como aprender Google Ads, eu posso impacta-lo depois com um conteúdo mais avançado.

Abandono de carrinho

Se você tem um e-commerce, sabe que o abandono de carrinho é um problema comum e frequente. Os usuários chegam até sua página, se interessam por produtos, colocam no carrinho e, por algum motivo, não efetuam a compra. Uma estratégia que tende a funcionar é incentivar quem abandonou, a voltar e finalizar a compra. Você pode criar um anúncio criativo e lembrá-lo de que as compras estão esperando no carrinho. 

Oferecer novos produtos para clientes

Embora a estratégia principal do Remarketing seja a conversão de pessoas que ainda não compraram, ele também pode ser utilizado para alcançar aquele usuário que já comprou de você. Se o consumidor está satisfeito com o que a sua empresa ofereceu, é mais fácil ele comprar de novo. Digamos que a sua empresa vendeu um conjunto de mesa de jantar.

Você pode criar um anúncio para este comprador, mostrar que existe um armário perfeito que combina com o produto adquirido anteriormente. É o clássico: “Vi que você comprou isto, que tal levar aquilo?”

Fixar a sua marca

As pessoas dificilmente compram de uma empresa que não conhecem. Mais de 90% não fazem nada na primeira vez que visitam um site, ou seja, elas não se cadastram, não compram, não solicitam orçamento etc. A estratégia consiste em impactar essas pessoas novamente, até porque elas já conheceram a sua marca de alguma forma. É extremamente importante se fazer conhecido para colher vendas no futuro. 

As estratégias criadas através de Remarketing têm grandes chances de conversão. Porque elas são baseadas em atributos reais de um consumidor que, de fato, já procurou por seus produtos e serviços. 

Você pode acompanhar através de relatórios o desempenho das suas campanhas, onde os anúncios estão sendo exibidos e quanto está pagando.

Lembrando que, para colocar essas estratégias em prática, é necessário que você instale a TAG de Remarketing no seu site. Mais à frente vou falar e te mostrar como fazer esta instalação. 

COMO DEFINIR A MELHOR ESTRATÉGIA DE REMARKETING PARA O SEU NEGÓCIO

Agora que você já conhece algumas das principais estratégias, deve estar se perguntando qual é a melhor para o seu negócio. Será que são todas? 

Bom, para você defini-las da melhor forma possível, o primeiro passo é entender qual objetivo você deseja alcançar. Antes de definir a sua meta, você deve ter em mente uma informação bem importante: Remarketing não é vencer o seu usuário pelo cansaço. 

Então o seu objetivo não pode ser simplesmente aparecer para quem já visitou a sua página, é uma estratégia mais abrangente do que isso.

Para traçar suas estratégias, você precisa refletir sobre como fazer o visitante que entrou no seu site, mas não realizou nenhuma ação, mudar essa atitude. 

A primeira coisa que precisa ser definido é: o que você quer alcançar com a sua estratégia?

  • Reforçar a sua marca?
  • Gerar mais visitantes?
  • Gerar mais leads?
  • Converter mais vendas?

Para cada uma desses objetivos, existem estratégias completamente distintas. Vamos ver exemplos?

Objetivos de campanhas de Remarketing

Se a sua meta é reforçar sua marca, faz todo sentido você fazer uma campanha de Remarketing para quem acessou apenas sua página inicial. Isso faz com que ele lembre de você e conheça o seu negócio. Nesta estratégia, é interessante você realmente apresentar sua empresa e não tentar vender um produto ou serviço. Você precisa ser cauteloso e não criar aquelas insistências mal vistas.

Pode ser que você queira gerar mais visitantes para o seu site. Nesse caso, você deve focar em algo que seja relevante para o usuário e não somente sobre a sua marca. Pode ser um lançamento de produto, uma superpromoção e por aí vai.

Vamos considerar que você já passou pela fase de reforçar sua marca, já gerou mais visitantes e agora quer gerar mais leads. O usuário já te conhece, já teve acesso a sua empresa, mas ainda não converteu. Nessa situação, você pode oferecer alguma promoção como: “Vi que você se interessou por este produto, se comprar agora, ganhará frete grátis.” 

Agora, se o seu objetivo principal é converter mais vendas, você pode utilizar a estratégia de abandono de carrinho e oferecer novos produtos para quem já comprou de você – ambas já descritas no artigo. 

Se você seguir as estratégias certas para os seus objetivos, além de ser mais barato, será muito mais eficiente atrair novos clientes para o seu negócio. Pode ser que seja necessário utilizar duas ou três estratégias ao mesmo tempo — e não há nada de errado nisso. 

O QUE NÃO FAZER NAS CAMPANHAS DE REMARKETING

Agora que você já sabe como definir suas estratégias, vou te apresentar dois erros bem comuns e que vejo frequentemente em campanhas de Remarketing.

Primeiro erro: intenção de compra. Não é só por que o usuário acessou o seu site, que você precisa fazer Remarketing. Não é interessante você bombardear de anúncios um visitante que nem sequer passou da página inicial do seu domínio e não realizou nenhuma ação. Se fizer isso, a estratégia pode até se tornar negativa. A insistência pode ser vista como desagradável e pode gerar uma impressão ruim sobre a sua marca.

Você tem que saber detectar qual ou quais páginas do seu site demonstram real interesse de compra. Saber direcionar as estratégias de Remarketing a elas é importante para ser assertivo. Não faz muito sentido você fazer uma campanha de finalização de compra para alguém que nem chegou na página do carrinho. 

Segundo: insistência. Há campanhas de Remarketing que duram 365 dias. Ou seja, o usuário é impactado pela marca durante 1 ano inteiro. Isso é muito tempo. O anúncio se torna maçante, cansativo. Se fosse para ele comprar de você, já teria comprado muito antes. 

O Remarketing é uma estratégia de conquista. Para não ser algo chato, você precisa atrair seu cliente de formas diferentes, dependendo da jornada de compra em que ele se encontra. Você precisa fazer o usuário entender que aquele produto ou serviço pode ser bom pra ele. 

Uma reflexão que pode te ajudar nessa questão é: quanto tempo leva a jornada de compra do seu cliente? Ou seja, quanto tempo leva entre o primeiro contato com a sua marca e a compra em si? Tem negócios que duram horas, tem outros que duram meses. A sua estratégia de Remarketing deve estar relacionada a sua resposta. 

Por exemplo, se você percebeu que a jornada de compra do seu cliente dura sete dias, é nesse período que vale a pena investir na estratégia.

EM QUAIS PLATAFORMAS FAZER REMARKETING?

Engana-se quem pensa que Remarketing é uma estratégia somente do Google Ads. Existem outras grandes plataformas que permitem utilizar essa técnica. Vou apresenta-las abaixo. 

Facebook e Instagram

Você já percebeu que, após pesquisar algum produto/serviço em um determinado site, esse mesmo produto apareceu na sua timeline do Facebook ou no seu Feed/Stories do Instagram? Os anúncios de Remarketing aparecem dentro da rede social, seja no feed de notícias ou na barra lateral.

O remarketing pode ser utilizado em suas campanhas no Facebook Ads e Instagram Ads com a intenção de impactar pessoas que já estiveram no seu site, que curtiram sua fanpage, que seguem seu perfil no Instagram, ou seja, que já demonstram interesse no que você oferece.

Outras plataformas de Remarketing

Outras plataformas em que também é possível fazer Remarketing são as seguintes: 

  • Youtube;
  • Linkedin;
  • Twitter;
  • E-mail marketing;
  • Google Ads.

Para que essa estratégia funcione nas redes sociais, eu preciso de duas informações essenciais: local para capturar os potenciais clientes e o local que eu quero impacta-lo.

O local para capturar clientes é onde eles demonstram que estão interessados pelo que você oferece. Pode ser o seu site, por exemplo.

Já o local para impactar os clientes é a plataforma que tem potencial para convencê-lo a repensar a decisão de compra do seu produto ou serviço. O Facebook e o Instagram são ótimos lugares para isso, assim como o YouTube.

Para que você consiga de fato colocar uma campanha de Remarketing no ar, é preciso instalar o que chamamos de Pixel de Remarketing.

O QUE É PIXEL DE REMARKETING?

Se trata de um código que precisa ser gerado na plataforma onde você impactará os clientes com a sua campanha de Remarketing – Facebook, por exemplo – e instalado no local onde você irá capturar os clientes, seu site. 

Com a informação que o pixel nos dá, é possível monitorar informações como a quantidade de visitas, o número de impressões de um anúncio e, claro, fazer campanhas direcionadas para públicos personalizados.

Esse código será responsável por identificar quais são as páginas do seu site que o usuário acessou, os produtos que ele tem interesse e te permitirá criar um anúncio no Facebook ou Instagram, que será exibido quando ele acessar a rede social.

Nos vídeos do meu canal do YouTube, você pode encontrar conteúdos sobre essas instalações para facilitar a implementação.

COMO INSTALAR O REMARKETING DO FACEBOOK VIA GTM 

COMO INSTALAR O REMARKETING DO GOOGLE ADS VIA GTM

COMO CRIAR UMA CAMPANHA DE REMARKETING NO GOOGLE ADS

Para criar uma campanha de Remarketing no Google Ads, é necessário instalar uma TAG de Remarketing em seu site. Neste caso, a TAG deve ser específica para o Google Ads. 

Instalando a Tag

  1. É preciso ter uma conta no Google Ads;
  2. Faça login no Google Ads;
  3. Clique no ícone de ferramentas, no canto superior direito, e em Medição, na seção Conversões:

remarketing no google ads

  1. Você visualiza uma página onde não há nenhuma conversão programada? Clique no ícone “+”, em azul:

remarketing no google ads

  1. Escolha o tipo de conversão que você quer acompanhar, de acordo com o seu objetivo de campanha. Neste caso, estou ensinando o passo a passo para a opção Website;
  2. No próximo passo, você escolherá a categoria, ou seja, a ação que você deseja acompanhar. Dê nome a conversão e escolha o valor, o lucro que você tem com a venda/lead. A partir do momento que uma conversão for gerada, a ferramenta contará como se tivesse ganhado esse valor. Em contagem, selecione qual melhor se adequa ao seu objetivo. 
  3. Preencha os demais formulários, conforme requer o seu negócio, e clique em criar e continuar;
  4. Configuração da tag: escolha a opção instalar a tag por conta própria;

remarketing no google ads

  1. Após este clique, ele gerará a sua tag global, que será aplicada para todo o site;
  2. Snipper evento: insira esse código na página de conclusão de compra, não nas demais páginas.
  3. Selecione, copie as tags e guarde em algum bloco de notas;

remarketing no google ads

Agora basta você implementar no seu site. Se você não souber fazer isso, recomendo assistir ao vídeo sobre o Google Tag Manager, ferramenta que permite instalação de tags de forma simples ou procurar por um desenvolvedor para ajudá-lo nessa tarefa.

COMO CRIAR LISTAS DE REMARKETING NO GOOGLE

Agora que você já instalou a tag, é a hora de pensar nas estratégias. Como já foi explicado no artigo, existem estratégias diferentes para cada objetivo. E para ser bem-feito, é necessário a criação de listas para impactar diferentes audiências: quem acessou determinado produto, quem somente acessou a home, quem efetuou uma compra e assim por diante. 

Para a criação dessas listas, siga o passo a passo:

  1. É preciso ter uma conta no Google Ads;
  2. Faça login no Google Ads;
  3. Clique no ícone de ferramentas, no canto superior direito e, na seção biblioteca compartilhada, clique em gerenciador de públicos-alvo;

remarketing no google ads

  1. Clique no ícone “+” para adicionar e uma criar nova lista de remarketing;
  2. Aparecerá as opções: visitantes do website/ usuários do aplicativo/ usuários do YouTube, lista de clientes e combinação personalizada. Escolha a que melhor se encaixa para a sua meta;
  3. Na página exibida, digite um nome que descreva a lista de Remarketing. Você precisa ter uma tag ou um snippet de evento configurado para esse processo funcionar. Escolha uma opção no Membros de lista e página visitada logo após;
  4. Siga preenchendo o formulário com os dados solicitados e clique em criar público-alvo;

Crie quantas listas de Remarketing você desejar. 

Caso você fique com alguma dúvida, existe uma aula no meu canal do YouTube que explica todo o processo e o que significa cada uma dessas opções. 

COMO CRIAR LISTAS DE REMARKETING NO GOOGLE ADS: PRÁTICO E ESTRATÉGICO

COMO CRIAR CAMPANHA DE REMARKETING PARA REDE DE PESQUISA NO GOOGLE ADS

Muitas pessoas acreditam que campanha de Remarketing só pode ser criada para Rede de Display ou YouTube e isso não é verdade. Você pode criar uma campanha para Rede de Pesquisa também. 

Se o usuário pesquisa pelo seu produto, entra no seu site, não realiza uma compra, porém continua pesquisando — interpretamos essa situação de modo a acreditar que ele ainda tem interesse no que você tem a vender, certo? 

Ele não comprou de você por algum motivo. Pode ser que a sua loja seja nova e não demonstre credibilidade, pode ser que o seu preço está mais alto que o do concorrente, enfim, uma série de situações.

Você pode atingir esse usuário com uma estratégia de Remarketing. Pode oferecer desconto para aquele produto que ele pesquisou no seu site, por exemplo. 

Quer saber como colocar essa estratégia em prática? Acompanhe! 

  1. Faça login no Google Ads;
  2. Ao lado esquerdo, vá em Campanhas de rede de pesquisa. Depois em campanhas e clique no ícone “+” para criar uma nova campanha. Veja esse passo a passo na imagem abaixo:

  1. Na página seguinte clique em rede de pesquisa e escolha qual o seu objetivo;
  2. Preencha as informações necessárias e vá em continuar;
  3. Nas páginas seguintes, você continuará incluindo os dados da sua empresa e os objetivos que quer alcançar;
  4. Ao término do formulário, vá em concluir e salvar;
  5. Vá em público-alvo e escolha uma das listas já criadas anteriormente; 

Agora sua campanha está criada e será direcionada para o público desejado. 

Se você prefere visualizar detalhadamente como criar uma campanha de remarketing para a rede de pesquisa, assista ao conteúdo do meu canal:

COMO CRIAR CAMPANHA DE REMARKETING PARA REDE DE PESQUISA NO ADWORDS

CONCLUSÃO

Espero que após a leitura deste texto, você compreenda que o Remarketing aumenta consideravelmente as chances de você atrair e oferecer vantagens a quem já sabe da existência da sua marca. Além de ser uma estratégia muito mais econômica para impactar uma audiência.

Para as estratégias trazerem bons resultados, é essencial que você saiba direcionar anúncios para as diferentes metas que deseja alcançar. É necessário traçar qual o público quer impactar. Qual anúncio atrai mais. Por quanto tempo deve deixar essa campanha rodando. Não cansar o usuário com a insistência desnecessária, e por aí vai. 

Se a sua empresa já está na internet e você ainda não utiliza o Remarketing nas suas ações… A hora é agora! Siga as instruções deste artigo ou o tutorial no meu canal do YouTube e faça as instalações necessárias para usufruir dessa estratégia tão importante. 

Ainda ficou com dúvidas? Deixe abaixo nos comentários, responderei o mais breve possível.

 

Adriano Gianini

Adriano Gianini

Adriano Gianini é um dos Maiores Especialistas e Produtores de Conteúdo sobre Google Ads no Brasil. Seu canal do YouTube oferece conteúdos gratuitos que têm ajudado milhares de pessoas a anunciarem no Google de forma inteligente. Acredita que Marketing é uma construção e que, por isso, toda empresa bem direcionada pode traçar uma estratégia de vendas campeã no Google.

Aprofunde seu conhecimento com os artigos abaixo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mensagem enviada com sucesso!

Logo retornaremos o seu contato.